domingo, 28 de agosto de 2011

Veneno d'alma

Calma
O que já foi não mais existe,
não fica triste!
O que importa é o agora

Ainda ontem eu te disse:
-Não guardes rancor, meu amor, é tolice
Você se esqueceu e faleceu
Envenenou-se, mas o outro não morreu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário