terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Um dia aqui, Paulo

Paulo, paulistano, publicitário e pai de dois filhos.
Parado no trânsito pensou e pirou.
Desceu puto, pegou um pedaço de pau e quebrou o vidro do busão que ia pra Prirituba. 
No que a PM passou, foi paulada no Paulo, em São Paulo.

Coincidentemente
Sou Paulo, somos Paulo,
são Paulo

2 comentários:

  1. Poderia ser Paulo, paulistano propagador de pecados, personagem único deste posfácio, onde todos representam um só e podem ser todos apenas um, onde se diria pela primeira vez de modo certeiro: são Paulo.

    ResponderExcluir